R$ 6.722,00 a mais no patrimônio! Vale a pena pegar essa dica.

Existe uma explicação racional para você deixar seu dinheiro na conta corrente:

Ter alguma despesa para pagar entre os períodos da sua remuneração.

“Ah… mas eu sou autônomo e não tenho receita recorrente.” Certo, mas você tem despesas programadas, acredito eu.

“Ah… mas estou fazendo uma obra e todo dia é uma surpresa.” Certo, a obra deve está orçada, acredito eu.

Sim, particularidades existirão, então falo como regra geral.

Uma coisa que aprendi em matemática financeira:

“O valor do Dinheiro nunca deve somar ou subtrair em diferentes datas no tempo.”

R$ 1.000,00 hoje vale muito mais do que R$ 1.000,00 reais daqui a um ano.

Vou te contar minha história:

Faz exatos 6 anos que José tem zero reais em conta corrente. Olha abaixo o que isso pode te trazer de ganhos.

Irei simular com um valor de R$ 10.000. Certeza se você somar 6 anos deixados em conta corrente muita gente irá superar isso.

3 Cenários em produtos de boa liquidez:

  1. Conta Corrente (Produto Banco)
  2. Poupança (Produto Banco)
  3. Tesouro Selic (Títulos do Tesouro)

O resultado após 6 anos:

grafico-tesouro1

Como não podemos determinar o mesmo valor para tempos diferentes, vamos descobrir o valor real do dinheiro no tempo descontando a inflação:

grafico-tesouro2

Ou seja, 168% a mais do que o dinheiro na conta corrente em 6 anos colocando no Tesouro.

Com isso protegemos o valor do nosso dinheiro no tempo e conseguimos ganhos acima da poupança.

Na poupança o banco ganhará o dinheiro com juros de Spread.

Vai deixar o banco pegar o dinheiro que é seu?

Em numeros os grandes bancos do Brasil estão ganhando 2,8 bilhões de reais de todos, incluindo você!

Sabe onde eles aplicam? Exatamente, em Títulos do Tesouro.

Eles fazem um serviço que qualquer cidadão com o mínimo de escolaridade e R$ 100 na conta poderia tranquilamente fazer sozinho.

E aí, tem quanto na conta corrente? E poupança?

Participe! Deixe seu comentário e amplie a discussão.